voltar

BIOGRAFIA DE LUCY SAYÃO WENDEL, PROFESSORA POR 49 ANOS, ENALTECE O PODER TRANSFORMADOR DA EDUCAÇÃO E DA FIGURA DO MESTRE COMO INSPIRAÇÃO

Escrito por Jayme Serva, livro sobre educadora que lecionou para milhares de alunos e inspirou muitos deles a seguir a carreira científica será lançado em setembro pela editora Laranja Original

Entre as tantas crises que o Brasil vive hoje, a da educação talvez seja a mais aguda (e não devidamente percebida, já que a econômica e a política dominam a cena). Nestes tempos, é mais do que oportuno ler o que conta “Lucy – Uma Vida Professora”, perfil biográfico escrito por Jayme Serva sobre Lucy Sayão Wendel, uma educadora que marcou época na docência de Química para estudantes do ensino médio em São Paulo.

A publicação, que será lançada em setembro pela editora Laranja Original é, à primeira vista, o perfil biográfico de uma professora admirável – só por isso, já merece atenção. Lucy Sayão Wendel começou sua carreira (ou “a vida professora”, a que bem se refere o título do livro) quase que por acaso: recém-separada do marido, precisava trabalhar. As possibilidades vieram tanto da indústria química, como das escolas. Estas acabaram conquistando Lucy, e Lucy a elas.

Só contando o Santa Cruz, em 33 anos de escola, ela teve aproximadamente 10 mil alunos. Somados aos anos em que lecionou em instituições como Mackenzie, Roosevelt, Santa Maria e tantas outras, forma-se uma multidão de alunos atendidos. Dentre eles, celebridades do mundo empresarial, intelectual e artístico. Um ponto a destacar em sua atuação é que houve muitos ex-alunos de Lucy que resolveram estudar química por influência de suas aulas.

Mas quem é essa mulher que foi capaz não apenas de ensinar, mas de influenciar a vida de tantas pessoas? É isso o que o livro procura contar, começando pela surpreendente chegada do avô de Lucy, ao Brasil. Engenheiro e geógrafo dinamarquês, Guilherme Wendel foi um desbravador ligado à Comissão Geográfica e Geológica de São Paulo, que fez o reconhecimento e registro de todo o território do Estado no começo do século 20, embrenhando-se nas então fechadas matas do território paulista.

Ao mesmo tempo em que entrelaça a trajetória da educadora e as peripécias de sua vida, o livro traça também o percurso de vários dos grandes educadores com quem Lucy trabalhou ou estudou. Para isso, o autor fez diversas entrevistas com a professora e com pessoas que, de alguma forma, trazem a memória dessa história.

O resultado vai além do simples perfil biográfico. “Lucy – Uma Vida Professora” fala sobre Educação e sobre um tempo em que o educador tinha um papel reconhecido e respeitado. É um trabalho que, ao mesmo tempo, homenageia uma grande educadora e semeia a questão: por onde anda hoje a grande Educação?

 

Lucy – Uma Vida Professora ● Primeiro lançamento

Data: 5 de setembro de 2018, das 18h30 às 21h30

Local: Colégio Santa Cruz [Foyer do Teatro Santa Cruz] - Av. Arruda Botelho, 255, Alto de Pinheiros

 

Lucy – Uma Vida Professora ● Segundo lançamento + Bate-papo sobre educação com Ana Inoue (Instituto Acaia) e Fernando Reinach (Fundo Pitanga e O Estado de S. Paulo)

Data: 10 de setembro de 2018, das 18h30 às 21h30

Local: Livraria da Vila - R. Fradique Coutinho, 915 - Vila Madalena, São Paulo - SP, 05416-011

 

Lucy – Uma Vida Professora

Editora: Laranja Original

Preço: R$ 45,00

Páginas: 205

ISBN: 978-85-92875-43-5

 

Sobre o autor Jayme Serva

 

Jayme Serva é redator por profissão. Atuou em agências de publicidade nacionais e multinacionais, como Wunderman, Publicis-Norton, Newcomm Bates (atual Y&R) e Leo Burnett. Também foi colaborador de diversos veículos de comunicação, como as revistas Pequenas Empresas & Grandes Negócios (Editora Globo), Brasileiros, Morar (Folha de S.Paulo), Meio & Mensagem, Propmark (estas últimas especializadas no mercado de comunicação), o jornal Folha de S.Paulo e o site carioca Blue Bus. Em 2017, lançou seu livro de poesia Cem Sonetos, Pouco Mais, Pouco Menos.

Sobre a editora Laranja Original.

A editora Laranja Original nasceu da iniciativa do escritor, poeta e arquiteto Filipe Moreau de criar um espaço no mercado editorial para a obra de novos autores. Hoje, a editora já se identifica como especializada em poesia, embora traga também em seu catálogo crônica, romance e até ensaios e biografias.

Além dos livros, a editora também produz CDs, pois, desde o início, a música fez parte de seu escopo de trabalho. Hoje, já há três CDs em seu catálogo, e outros estão por vir.

 

Em ambos os casos (livros e CDs), o material é produzido com esmero nos projetos gráficos, pois a editora tem como princípio a qualidade total do que produz. Entre os artistas gráficos que fazem projetos para a Laranja Original, há desde jovens reconhecidos no meio, como Flávia Castanheira, até os já historicamente consagrados, como Hélio de Almeida. [www.laranjaoriginal.com.br]

 

voltar